08/08/2017 / Em: Administração

 

Erros de gestão de empresas sempre foram determinantes para causar danos, às vezes definitivos, para companhias de todos os portes. Para os pequenos empreendimentos, isso pode significar a interrupção de um negócio e, consequentemente, de um sonho há muito perseguido.

gestão de empresas

Atualmente, no cenário de dificuldades que estamos vivendo, a atenção deve ser mais acentuada. Os erros precisam ser evitados a todo o custo e os esforços para a manutenção das atividades comerciais devem nortear os gestores.

Neste post, vamos abordar os erros de gestão de empresas mais comuns entre os pequenos empresários. Também mostraremos algumas falhas que podem comprometer a administração de um negócio.

Se você é um empreendedor, ou gestor de uma pequena empresa, este post foi feito para você. Confira!

Erros de gestão financeira

A gestão financeira de uma empresa é primordial para a sua condução e pode determinar o seu sucesso ou o seu fracasso. Veja, a seguir, alguns erros mais impactantes:

1. Juntar finanças pessoais com empresariais

Um erro muito usual, que os pequenos empresários cometem, é juntar ou misturar as despesas pessoais com as despesas da empresa. É fundamental que essas despesas sejam controladas separadamente, para que se tenha uma ideia clara de como está indo o seu negócio.

Da mesma forma, caso o empreendedor tenha outra fonte de renda, um aluguel por exemplo, é importante que esse rendimento também não entre no caixa da sua empresa.

Misturar finanças pessoais com as da empresa serve para confundir e dificultar o gerenciamento financeiro, além de ofuscar a análise que deve ser feita do seu empreendimento.

2. Não fazer o planejamento de fluxo de caixa

Outro ponto importante é o planejamento de seu fluxo de caixa, que proporciona uma visão dos pagamentos recorrentes, despesas de curto, médio e longo prazos, além de ser fundamental para planejar o futuro.

Tudo isso deve ser acompanhado diariamente e seguido à risca. Manter todos os pagamentos em dia, fugindo das multas e dos juros e encargos financeiros, é absolutamente primordial.

3. Errar o cálculo do preço de venda

Um erro muito corriqueiro é calcular o preço final de seu produto ou serviço de maneira equivocada. Isso pode acontecer quando não são levadas em consideração todas as variáveis que seu negócio está sujeito.

Pegue todos os seus custos, incluindo impostos e despesas fixas, e determine o percentual de lucro que você deseja obter. Gere seu preço de venda e faça uma pesquisa no preço de mercado praticado pela concorrência, para ver se o seu preço final está competitivo.

4. Não ficar atento às pequenas despesas

Como dito naquele antigo ditado que “de grão em grão a galinha enche o papo”, podemos fazer uma analogia inversa e falar que, de pequena despesa em pequena despesa, seu saldo bancário vai se deteriorando.

Assim, fique atento à saída de pequenos valores diariamente, pois ao final do mês eles podem resultar em um grande montante.

5. Deixar de oferecer opções na forma de recebimento

Atualmente, a utilização de dinheiro em espécie está sendo substituída pelo uso de cartões. Portanto, é um erro imperdoável o estabelecimento não aceitar essa forma de pagamento.

As máquinas de cartão têm evoluído muito e a concorrência, entre os diversos fornecedores, está abaixando o seu custo de manutenção.

Erros de gestão administrativa

Alguns erros, de caráter puramente administrativo, são percebidos constantemente nas pequenas empresas. Alguns exemplos:

6. Atuar na informalidade

Talvez o erro mais contundente que se possa cometer é atuar na informalidade. Os métodos de fiscalização e acompanhamento das atividades comerciais no país têm evoluído e propiciado um acompanhamento muito mais efetivo por parte dos órgãos fiscalizadores.

Exigências, como a emissão da nota fiscal eletrônica, impossibilitam que atividades comerciais sejam feitas à margem da legalidade.

Portanto, procure se informar sobre as normas que você terá que seguir e adapte-se a elas de maneira adequada.

7. Esquecer de elaborar um plano de negócio

O plano de negócio descreverá os seus objetivos e os passos que serão dados para que você consiga atingi-los. Tenha uma visão clara de seus propósitos, evitando uma diversificação que trará uma grande dificuldade para a sua administração.

8. Não capacitar a equipe

Outra falha que deve ser evitada é não preparar adequadamente o seu pessoal para executar as tarefas comerciais. Treinar e capacitar os colaboradores é fundamental para o êxito de seu empreendimento.

9. Não negociar com fornecedores

Outra falha imperdoável é não realizar negociações constantes com os seus fornecedores. Discutir formas de pagamento, prazos e condições, bem como datas de entregas de produtos, de acordo com seu planejamento, é absolutamente imprescindível.

Deixar essas definições por conta e ordem de seu fornecedor é um erro imperdoável.

10. Não buscar inovação

Atualmente, as inovações têm que ser perseguidas obstinadamente, mesmo nos segmentos mais primários, como alimentação e vestuário. Novos produtos estão sendo desenvolvidos utilizando tecnologias e componentes mais modernos.

Procure conhecer o que de melhor está acontecendo em todo o mundo, para que você adote práticas administrativas e comerciais cada vez mais eficientes em sua empresa.

11. Fazer pouca divulgação

É fundamental que seu negócio tenha uma boa divulgação. Não realizar campanhas de comunicação da sua marca é um erro que pode inviabilizar a sua atividade.

Não estamos falando em campanhas publicitárias de grande porte. Às vezes, faixas e cartazes afixados nos arredores de seu ponto comercial podem ser o suficiente.

Empresas de todos os tamanhos podem adotar práticas de divulgação eficientes, sem precisar gastar muito dinheiro. As redes sociais, por exemplo, são um excelente caminho para divulgar o seu negócio e se manter mais próximo do público.

12. Não procurar ajuda especializada

Se você tem dúvidas sobre o desempenho da sua empresa, o ideal é buscar ajuda especializada. Pode ser um contador, profissional de TI ou mesmo um especialista em marketing.

Há, no mercado, diversas empresas especializadas em consultoria para empresas de todos os portes. A utilização de um software de gestão, ou mesmo um sistema de emissão de notas fiscais, já pode auxiliá-lo nas suas tarefas quotidianas.

Fique atento aos sinais de que sua empresa necessita de ajuda especializada, como aumento de estoque, perda de vendas ou resultado negativo. Nessas situações, avalie a alternativa de buscar ajuda externa.

Agora que você já viu os erros de gestão de empresas, tanto no aspecto financeiro quanto no administrativo, deixe seu comentário no post e ajude-nos com novas observações sobre esse assunto!

gestão de empresas

 

Comentários